“Lira Itabirana”, de Carlos Drummond de Andrade

Nota do blog: Poema de Carlos Drummond de Andrade sobre a exploração das terras mineiras pelas mineradoras para exportação e a eterna cadeia da dívida interna-externa. De 1984.


“Lira Itabirana”

I
O Rio? É doce.
A Vale? Amarga.
Ai, antes fosse
Mais leve a carga.

II
Entre estatais
E multinacionais,
Quantos ais!

III
A dívida interna.
A dívida externa
A dívida eterna.

IV
Quantas toneladas exportamos
De ferro?
Quantas lágrimas disfarçamos
Sem berro?

Anúncios

5 comentários sobre ““Lira Itabirana”, de Carlos Drummond de Andrade

  1. Celso Antonio Pereira

    Não bastasse seu texto excepcional, precisava ainda ser tão moderno e atual depois de 30 anos; e sábio profético ao anunciar essa morte do Rio Doce em sua poesia?
    A percepção do poeta Carlos Drummond de Andrade merece mais estudo e sua obra precisa ser amplamente difundida. Quem sabe esse seja o remédio, nada amargo, pra melhorar o nosso país. Celso A Pereira

    Curtir

    1. Por quê?

      Não houve mudanças qualitativas no mundo desde “o fim do comunismo”. A burguesia levou 300 anos para se consolidar como classe dominante: lutou e fracassou, voltou a lutar e novamente fracassou, e esse processo de repetiu 300 anos até consolidar sua revolução e pôr-se como classe dominante. O proletariado tenta faz um século e meio, é uma classe completamente nova em termos históricos. Como dissemos, não houve mudanças qualitativas no mundo, o imperialismo ainda existe (e só o proletariado o pode substituir); a burguesia ainda é classe dominante, e seu contrário, o proletariado, ainda existe. Por que, então, “jurássico”? O marxismo-leninismo-maoismo não é mais que a ideologia do proletariado em nossa época.

      Recomendamos a leitura: https://serviraopovo.wordpress.com/linha-do-blog/

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s