PCBrasileiro e o mesmo oportunismo de sempre

Nota do blog: Segue uma série de comentários do blog Servir ao Povo de Todo Coração sobre o PCBrasileiro, reunidos em ocasião do seu último programa eleitoral (dezembro 2015).


 

PCBrasileiro e o mesmo oportunismo de sempre

Recentemente, o PCBrasileiro fez seu programa eleitoral, o que motiva a nós, comunistas, a desmascarar uma vez mais as linhas revisionistas desse agrupamento chamado Partido Comunista Brasileiro. Reunimos aqui, em seguida, uma série de apontamentos que o blog tomou de acordo com as posições mais recentes do “Partidão”.

I. SOBRE A CAPITULAÇÃO DAS FARC-EP

O assim chamado Partido Comunista Brasileiro (PCBrasileiro) mostra quão “profunda” é a sua “reconstrução revolucionária” – que cacarejam ter sido desencadeada com a debandada de parte dos ultradireitistas que se conformaram no PPS – através de suas análises, em especial, sobre as FARC-EP.

Não bastasse a incompreensão do revisionismo armado das FARC, que perdurava até à atual total capitulação ao velho Estado colombiano, o PCBrasileiro também se mostra um mero agrupamento dirigido por burocratas e pseudo-intelectuais pequeno-burgueses, quando saúda com sinistro entusiasmo o “diálogo de paz” das FARC-EP com o velho Estado que, no português claro, significa a desmobilização das FARC e total sujeição capitulacionista ao Estado, passando do já caduco revisionismo armado ao igualmente sujo revisionismo constitucionalista. Já no que diz respeito à análise do PCBrasileiro, o teor da declaração é nauseante: “Estamos convencidos de que o povo colombiano valorizará essa possibilidade de continuar lutando pelos seus direitos e por uma sociedade justa e solidária num ambiente em que não caibam mais as prisões arbitrárias, os assassinatos políticos de lideranças populares, os deslocamentos, as atrocidades dos bandos paramilitares.”¹ Para o PCBrasileiro, a guerra – sem entrar nos méritos da errônea linha política-militar das FARC – gera a repressão, e a repressão, por sua vez, só pode ser superada com a capitulação. Claro! Que lógica delirante a do revisionismo! E ainda ousam autodenominar-se em suas sujas propagandas televisivas como “O Partido Comunista” no Brasil.

II. BOLÍVIA, VENEZUELA E O “REFORMISMO”

A incoerência do PCBrasileiro ultrapassa limites nacionais e chega até a Venezuela, onde, de acordo com a linha política degenerada e pequeno-burguesa de tal agrupamento, ocorre uma “revolução bolivariana” e “maior penetração de democracia”. No entanto, desde a debandada de parte dos ultradireitistas ao PPS, o mesmo “Partidão” vive esbravejando contra os “reformistas”. Vejamos a incoerência presente numa intervenção do PCBrasileiro, sobre a questão dos reformistas e dos governos “socialdemocratas”: “Em todo o mundo, os trabalhadores e os povos, mesmo em condições de fragilidade, degeneração e divisão de muitas de suas organizações, resiste como pode à ofensiva do grande capital, reagindo por meio de greves, manifestações, revoltas e explosões sociais. Esta é a hora da verdade na luta de classes. Não há mais espaço para as alternativas reformistas, que, quando adotadas, somente fazem reforçar o poder do capital e desmobilizar os trabalhadores”² [grifo nosso]. Todavia, o discurso muda surpreendentemente, no mesmo documento, quando vai tratar sobre a questão da Venezuela: “Na Venezuela, é preciso reforçar nossa solidariedade ao governo bolivariano, mas sem deixar de cobrar, como faz o PCV, a radicalização do processo de mudanças e a organização do poder popular.” O que é “reformismo” para o PCBrasileiro?

Falando em “reformismo”, há também o apoio à gerência semicolonial e semifeudal de Evo Morales na Bolívia, que segue a risco a cartilha de governar do USA/FMI sendo guiado apenas duas política: a política do “tapas e beijos” para com o imperialismo ianque e a do “morde e assopra” para com o povo boliviano. Gerência essa que é corporativista e fascista, na medida em que acopla as massas em movimentos totalmente domesticados, enquanto mantêm nas mesmas os problemas fundamentais do país, como a reforma agrária estagnada e exportação semicolonial de commodities, além de importação massiva de produtos norte-americanos, tudo isso enquanto passa por reformista e democrático. Uma digníssima gerência anticomunista como só o revisionismo mais putrefato pode apoiar.

III. PCBRASILEIRO: ALA ESQUERDA DO PT

PCB PCDOB REVISIONISTAS
A defesa desavergonhada do PCBrasileiro à gerência semifeudal e semicolonial de Dilma/PT o deixa cada vez menos diferente do Pecedobê.

Pelo menos no que diz respeito às questões e problemas nacionais o PCBrasileiro não pode ser acusado solitariamente. Quando o assunto é este, então, se unem todas as dezenas de siglas de “esquerda” que compõem o Partido Único numa mesma empreitada. Talvez por razões de degeneração absurdamente profunda advindas de décadas e décadas do mais perverso oportunismo direitista, com agravante para a participação no processo eleitoral (um fato por si só degenerado e degenerante, capaz de invadir os poros de qualquer Partido e penetrar o veneno impiedoso do oportunismo “constitucionalista” e do direitismo, em diferentes níveis); não importa em certo a razão, mas o fato é que o PCBrasileiro não consegue, numa única disputa dos grupos de poder da burguesia (PT X PSDB, ou recentemente PT X PMDB), tomar uma posição correta.

A posição correta frente a uma disputa interburguesa é manter-se independente, não tomar partido em nenhum dos dois lados numa disputa degenerada como tal e, consequentemente, manter a sua independência de classe (para o PCBrasileiro, o problema está logo aí: que classe representa? Certamente o proletariado que não é). O fato, por mais doloroso que pode ser para os militantes honestos que estão colocados nas fileiras desse agrupamento que ousa chamar-se “Partido Comunista”, é que o PCBrasileiro é mais um grupo da ala “esquerda” do petismo, tal como PCO, PSOL, PSTU, etc., cada um num diferente grau e ângulo de “petismo”. O fato é que estes partidos são aqueles que “criticam”, mas no primeiro chamamento toma logo posição em defesa do governo fascista e corporativista, vende-pátria, vende-operário e antipovo que é o governo Lula/Dilma/PT.

Para sustentar o apoio ao PT, afirmam estar ocorrendo no Brasil uma “ascensão fascista”! (E é claro que com “ascensão fascista” o PCBrasileiro não se refere ao genocídio das massas perpetrado pelo PT a nível nacional). E sustentam essa tese apoiando-se num episódio ridículo no qual o ex-candidato a gerente de turno pelo PCBrasileiro aparece orando um poema radicalóide para um encontro repleto de bandeiras do PSTU e coisas semelhantes, fato este que gerou uma reação tão ridícula quanto de meia-dúzia de pirralhos e velhotes que, via rede social, fizeram umas publicações “ameaçando” o tal ex-candidato. Isto, para o PCBrasileiro e as demais siglas de “esquerda” do Partido Único, é ascensão fascista; já a gerência semifeudal e semicolonial, genocida e oportunista do PT não é fascista, mas ao contrário, é “vítima de golpe” da direita.

Enfim, de modo que, em dezembro de 2015, o PCBrasileiro gravou e levou ao ar, em plena rede nacional dos monopólios da imprensa (importante frisar isso), seu programa eleitoral gratuito no qual gasta metade do tempo levantando defesa à gerência petista (ora de forma discreta, ora de forma desavergonhada) e, logo de início, começa com a múmia do Ivan Pinheiro – maior representante desse aterro ideológico que é o PCBrasileiro – falando nos seguintes termos: “Apesar do PCB continuar em oposição ao governo Dilma, repudiamos o processo de impeachment de iniciativa da direita”. É importante destacar que quando se afirma que impeachment é de iniciativa da direita da forma como o fez o tal senhor, só deixa a entender que aquele que está a sofrer o pedido de impeachment é oposto/divergente da direita, ou seja, algo melhor que a direita. De fato, o PT é a própria direita no Poder! Mas não para os revisionistas!

“Como a estabilidade dos governos petistas residia em garantir os lucros dos capitalistas e iludir os trabalhadores de que também sairia ganhando, a crise econômica é o principal fator de desestabilização do governo Dilma. É nesse quadro que se abre o processo de impeachment”, continua o revisionista. Ora! Primeiro que não ocorre somente uma crise econômica, mas também e principalmente uma crise moral do velho Estado para com as amplas massas do nosso povo! É evidente que a miopia política proposital que sofre o PCBrasileiro não os permitiu notar, ou talvez não quisessem, já que isso significaria uma mudança qualitativa na sua “tática de luta” e, consequentemente, significaria deixar os lugarzinhos rendosos no velho Estado (i.e., o fundo partidário, que garante o sustento dos dirigentes revisionistas).

Ainda não terminou! Ele segue com: Acabou o tempo em que os governos petistas eram vantajosos para a burguesia, e isso nós não vamos nem perder tempo de comentar. E completa, de forma sucinta, afirmando que do impeachment sairá “um governo puro-sangue dos capitalistas” num eufemismo descarado para “o PT é menos pior”. Uma piada pronta!

O VERDADEIRO P.C.B.

As amplas massas do nosso povo, que se levantam espontânea e decididamente em cada rincão de nossa pátria, demandam um Partido Comunista para mobilizá-las, politizá-las, organizá-las e dirigi-las na luta pela destruição do velho Estado e construção do novo. Um Partido Comunista de novo tipo que irá dirigir uma luta pela nova democracia ininterruptamente ao socialismo, cuja ideologia é a todo-poderosa ideologia da classe, o marxismo-leninismo-maoismo, principalmente maoismo. Luta esta que é de todo o povo brasileiro, cujo núcleo-duro é a aliança operário-camponesa e cuja direção há de estar completamente nas mãos do proletariado, que dirigirá-la contra a grande burguesia; luta que vai varrer da nossa terra o latifúndio miserável e os grandes burgueses, acabando com a dominação do imperialismo, instaurando um Novo Poder nas mãos do proletariado que conduzirá a nossa pátria ininterruptamente ao socialismo e, com sucessivas revoluções culturais, ao comunismo.

E esse Partido que dirigirá tal luta está longe de ser o PCBrasileiro, assim como está igualmente longe de ser o PCdoB, PCR, PCML e outros vários partidos revisionistas.

Aos seus militantes honestos que, pela falta da vanguarda do proletariado e pela ânsia de servir à gloriosa causa da classe, acabaram por cair nas falsas cartadas do revisionismo, havemos de ajudá-los a desprenderem-se das garras deste mal que é o revisionismo.

Já a vanguarda do proletariado que faz tamanha falta em nosso país, o verdadeiro Partido Comunista do Brasil (P.C.B), tal Partido precisa ser reconstituído pelos comunistas brasileiros, e assim há de fazermos.


 

¹ Declaração assinada pela Comissão Política Nacional do PCBrasileiro, de 26 de setembro de 2015, disponível no website do próprio: http://pcb.org.br/portal2/9432.

² “PCB se pronuncia no XVII Encontro Internacional dos Partidos Comunistas e Operários”, 4 de novembro de 2015  http://pcb.org.br/portal2/9792

Anúncios

Um comentário sobre “PCBrasileiro e o mesmo oportunismo de sempre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s