A situação atual e os elementos que deve-se ter em conta (Associação de Nova Democracia – Hamburgo, Alemanha)

Retirado e traduzido de vnd-peru.blogspot.com. Tradução não-oficial.

A situação atual e os elementos que deve-se ter em conta

Situação internacional

Revolução e contrarrevolução no mundo. A situação do imperialismo, no leito de morte, mas ainda não morto (Lenin), faz piorar, e como besta ferida de morte se debate descarregando sua crise sobre nossos países e incrementando a disputa entre eles pela repartilha e nova repartilha, desatando suas guerras de agressão nos diferentes continentes (pontos candentes), um dos quais, o mais candente hoje está no Oriente Médio Ampliado (OMA).

Se aprofunda a crise econômica e a crise em todas as ordens, que já padecem nossos países por sua condição de países semicoloniais ou coloniais e semifeudais, de onde se desenvolve um capitalismo burocrático a serviço do imperialismo.

A reação atiça a revolução: a ofensiva contrarrevolucionária geral contra o marxismo, o Partido, o socialismo e a ditadura do proletariado dirigida pelo imperialismo ianque como potência hegemônica única, em conluio e pugna com a outra superpotência atômica, Rússia (o cachorro magro), e as demais potências imperialistas, entrou em declínio a fins dos anos 90. Esta a enfrentamos com a contraofensiva revolucionária marxista-leninista-maoísta pensamento gonzalo dirigida pelo PCP e a guerra popular.

Continuar lendo “A situação atual e os elementos que deve-se ter em conta (Associação de Nova Democracia – Hamburgo, Alemanha)”

Anúncios

Outubro – 2016: declaração de partidos e organizações maoístas sobre os 50 anos da Grande Revolução Cultural Proletária

Nota do blog: Publicamos agora declaração assinada por partidos e organizações maoístas por ocasião do 50 anos da GRCP.

Continuar lendo “Outubro – 2016: declaração de partidos e organizações maoístas sobre os 50 anos da Grande Revolução Cultural Proletária”

Sobre campanha de retificação com “Eleições não! Guerra Popular, sim!”

Retirado e traduzido do blog Dazibao Rojo

Sobre campanha de retificação com “Eleições não! Guerra Popular, sim!”

Comitê Central
Partido Comunista do Peru
1991

(Intervenção do Presidente Gonzalo numa reunião de campanha de retificação com o documento “Eleições, não! Guerra Popular, sim!”)

  1. Como estudar, prestar a atenção à análise e síntese

Prestar atenção à análise e síntese, são duas partes de uma contradição e de ambas, a síntese é principal. A análise nos permite dissecar, separar elementos para lograr uma melhor compreensão, mas isso é só uma parte, não é nem pode ser todo o processo para conhecer, requer a segunda parte que é a síntese, esta é a que nos permite compreender a essência do conhecimento; se não se sintetiza não há salto, é a parte que resolve, a principal, é a que possibilita sacar as leis.

Este é um problema de ideologia; é parte da aplicação da teoria marxista do conhecimento, do materialismo dialético. É contraposta à ideologia burguesa idealista que separa análise de síntese. Para a ideologia do proletariado, marxismo-leninismo-maoísmo, [aquelas] são duas partes de uma unidade e a síntese é principal porque gera um conhecimento mais elevado, uma mudança qualitativa, um salto.

Há dois exemplos clássicos. Um deles é o do relógio: para conhecer seu mecanismo, primeiro o desmonta; desmontá-lo permite conhecer suas partes e as funções de cada uma delas; mas se não voltar a armá-lo não há relógio, senão suas peças e estas sem estarem agrupadas não serão mais do que um monte de peças, e não um relógio.

Continuar lendo “Sobre campanha de retificação com “Eleições não! Guerra Popular, sim!””

Defender a Chefatura do Presidente Gonzalo

Nota do blog: A publicação que segue é a declaração emitida pelo Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização), organismo gerado pelo Partido Comunista do Peru para o trabalho no estrangeiro. Neste 24 de setembro se completaram 24 anos do Discurso do Presidente Gonzalo, quando pronunciou palavras decisivas e de atual vigência sobre a situação da Revolução Peruana, apontando o caminho de continuar a Guerra Popular e desenvolvê-la, prosseguir o cerco das cidades pelo campo, desenvolver o Exército Popular de Libertação até a conquista do Poder em todo o país; a superar o “desvio no caminho”, o obstáculo que ali se apresentava, a sua detenção e a do comitê central que se seguiu, mediante a Guerra Popular e os planos estabelecidos.

Presidente Gonzalo fez o tal discurso de modo resplandecente ante os povos oprimidos e proletariado de todo o mundo e enfrentando resolutamente – como sempre fez, inclusive após sua detenção – todos os cães da reação que pretendiam humilhá-lo e golpear o movimento comunista internacional – sempre com auxílio dos revisionistas para este fim.

abimael-guzman


Continuar lendo “Defender a Chefatura do Presidente Gonzalo”

Dominar o ponto de vista dialético sobre a unidade dos contrários (1975)

Nota do blog: Publicamos a seguir o artigo escrito por Yen Feng em 1975 sobre a dialética materialista e a sintese magistral feita pelo Presidente Mao sobre a sua única lei fundamental: a lei da contradição; aqui o autor levanta a questão de compreender cientificamente esta lei para efetivamente aplicá-la. Dada a proximidade com o 50 anos da Grande Revolução Cultural Proletária e a permanente necessidade de estudar a lei da contradição, publicamos agora. Traduzido pelo núcleo de colaboração.

amaozed001p1
amaozed001p1

Continuar lendo “Dominar o ponto de vista dialético sobre a unidade dos contrários (1975)”