Campanha Internacional pela Defesa da vida do Presidente Gonzalo (Frente Revolucionária do Povo Marxista-Leninista-Maoísta, Bolívia)

Nota do blog: Reproduzimos declaração da Frente Revolucionária do Povo (MLM) da Bolívia aderindo à campanha internacional em defesa da vida e saúde do Presidente Gonzalo e do todopoderoso pensamento gonzalo, atendendo a chamado do Partido Comunista do Peru e do Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha) – PCB (FV) a impulsioná-la.

Saudamos o povo e proletariado e especialmente os maoístas bolivianos que, em meio à dura briga, pugnam por livrar as massas populares da camisa de forças do oportunismo, reconstituir seu Partido Comunista e içar as gloriosas bandeiras vermelhas no resplandecente caminho da Revolução de Nova Democracia ininterrupta ao Socialismo e da guerra popular.


19 de março de 2017

No passado 28 de fevereiro, no fraudulento processo judicial que o reacionário Estado peruano leva adiante contra presos políticos, prisioneiros de guerra e ex-militantes do Partido Comunista do Peru, se soube que o doutor Abimael Guzmán Reynoso não tem acesso a atenção médica como corresponde a seu estado de saúde e devido a sua avançada idade. O velho Estado peruano pretende aniquilar os detidos políticos negando-lhes os mais elementares direitos que tão demagogicamente proclama, traçando como objetivo reacionário que os presos apodreçam no cárcere enquanto monta farsas jurídicas que violam sua própria ordem legal, tudo para desinformar o povo e difamar o processo revolucionário peruano.

A revolução peruana, iniciada em maio de 1980, seguiu um caminho revolucionário até a detenção do Presidente Gonzalo e grande parte do Comitê Central. Foi, sem dúvida, um duríssimo golpe para a revolução, mas nunca a derrota da revolução. Este golpe, propício à aparição de uma Linha Oportunista de Direita que propunha a conciliação de classe mediante “Acordo de Paz”, “Anistia geral e reconciliação nacional” e “Solução Política aos problemas derivados da guerra”, e que depois se estruturou como organização própria com partido aparte e movimento próprio (Movadef), e levou a revolução a quase seu aniquilamento frente as forças contrarrevolucionárias do velho Estado peruano e o imperialismo.

Apesar disso a revolução não se detém porque é uma lei e uma necessidade histórica. A luta do proletariado e do povo pela destruição do velho Estado e sua substituição pelo de Nova Democracia e a construção de uma sociedade socialista de forma ininterrupta até alcançar o comunismo, são tarefas que estão na ordem do dia. Os comunistas e revolucionários peruanos devem assumir a missão de fazer o balanço necessário para a reorganização partidária e o re-empreendimento da luta armada que culmine a tarefa ainda pendente que assumiu em seu momento o glorioso Partido Comunista do Peru. O golpe da reação e a capitulação da linha oportunista de direita só adiam momentaneamente o cumprimento dos objetivos revolucionários.

Condenamos a ação da reação, do revisionismo e do imperialismo, principalmente norte-americano, contra o povo peruano, os prisioneiros políticos e prisioneiros de guerra, e nos somamos à campanha internacional em defesa da vida do Presidente Gonzalo.

Honra e glória ao povo peruano!

Viva a revolução peruana!

Defender a vida do Presidente Gonzalo!

Viva o Partido Comunista do Peru!

 

Frente Revolucionária do Povo de Bolívia (MLM)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s