Denunciar o massacre de Gadchiroli! Viva a Guerra Popular na India! (Movimento Popular Peru – Comitê de Reorganização, 2018)

Nota do blog: Divulgamos documento emitido pelo MPP (CR) condenando o massacre em Gadchiroli e em solidariedade à guerra popular que marcha incontível na Índia.

Tradução não-oficial.

Proletários de todos os países, uni-vos!

Denunciar o massacre de Gadchiroli!

Viva a Guerra Popular na Índia!

 

Com profundo ódio de classe condenamos, rechaçamos e aplastamos o cruel massacre perpetrado pelas forças repressivas contrarrevolucionárias do velho Estado da Índia, entre os dias 22 a 23 de abril, onde pelo menos 37 membros do povo da Índia foram massacrados depois de terem sido cercados pela polícia e forças paramilitares. Como informado, o massacre poderia ter sido de maior magnitude. Desde o rio Indravati surgiram cadáveres várias horas depois dos assassinatos de presumidos maoistas e membros das massas mais pobres e as águas poderiam devolver outros.

Denunciamos que o distrito foi completamente isolado pelas forças  repressivas genocidas que continuam as invasões ilegais e as perseguições nos povoados.

Denunciamos também que é falso que houve enfrentamento armado entre maoistas armados e as forças repressivas reacionárias. Se tratou de um ataque surpresa com lança-granadas enquanto os atacados estavam tomando café ou descansando. Este é, pois, mais um massacre dos inúmeros massacres cometidos pelas forças do velho Estado em sua sangrenta e impiedosa guerra desencadeada contra o povo.

Denunciamos que os reacionários difundiram um video que mostra os soldados celebrando seu “êxito” dançando entre os cadáveres. Mostramos nosso ódio de classe e indignação contra este bárbaro massacre e contra o regime fascista e genocida que o ordenou e convocamos a condená-lo de todas as formas possíveis!

Este massacre é parte da Operação Green Hunt (Caçada Verde) – a gigantesca e prolongada operação de repressão e aniquilação da luta armada das massas principalmente do campesinato pobre dirigidos pelo Partido Comunista da Índia (Maoista) e a luta de massas em geral, posta em marcha pelo Estado da Índia, atualmente dirigida pelo regime fascista hindú de Modi. Como parte desta Operação, em sua terceira fase, há matanças, deportações de populações, destruição de povoados inteiros, violações em massa e uma onda massiva e sistemática de detenções, desaparecimentos, que afetam o campo e as cidades, as universidades e os movimentos de massas, com a violação sistemática dos direitos dos povos.

Isto inclui 10.000 presos políticos, com algumas figuras destacadas da intelectualidade, como o Prof. Saibaba, artistas, advogados, juristas, líderes estudantis e, claro, alguns líderes maoistas de prestígio como Kobad Gandhy, Ajith e outros. Ao que se soma este novo massacre no vão intento de deter a rebelião das massas indianas e a guerra popular dirigida pelo PCI (Maoista).

Honra e glória aos heróis de Godchiroli, que caíram servindo à grande e gloriosa luta pela libertação das massas na Índia, que desde a revolta camponesa armada de Naxalbari, há 50 anos, até hoje nunca parou e marcha indomável. Tudo a serviço da revolução de nova democracia na Índia e como parte e a serviço da revolução mundial.

Abaixo a guerra contrarrevolucionária!

Abaixo a guerra do velho Estado da Índia latifundiário-burocrático a serviço do imperialismo, principalmente ianque contra o povo!

Abaixo a Operação Green Hunt (Caçada Verde)!

Viva a guerra popular!

A guerra popular na Índia triunfará inevitavelmente!

 

MPP (CR)

Abril de 2018

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s