USA: Apoio aos 23 e sobre a situação política do Brasil (Guardas Vermelhos, Austin)

Nota do blog: Repercutimos nota dos Guardas Vermelhos de Austin sobre a condenação dos 23 ativistas no Brasil, em especial Igor Mendes, e o contexto no qual esta condenação se dá: situação revolucionária pujante, desenvolvimento do movimento comunista internacional e particularmente no Brasil.

As massas do Brasil um dia se levantarão com um maremoto e recuperarão estas praias e cada favela vai desfraldar a bandeira vermelha enquanto a foice e o martelo triunfarão entre as encostas das montanhas. O Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha) iniciará a Guerra Popular e mudará para sempre a imagem da América do Sul enquanto marcha ombro a ombro com outros Partidos até a revolução proletária mundial e o Comunismo!”

Tradução não-oficial do espanhol.

Original em inglês aqui e em espanhol aqui.


Liberdade para Igor Mendes

1– Igor Mendes, filho do povo brasileiro, lutador do proletariado internacional, não está só! Um slogan pintado nas paredes dos bairros proletários em todo mundo.

Quem é Igor Mendes e porque o apoiamos?

O camarada Igor Mendes é um líder revolucionário e comunista do Brasil. O Estado reacionário brasileiro o prendeu por ter ajudado a mobilizar e dirigir as massas contra a Copa do Mundo da FIFA. Foi acusado penalmente por assistir a uma manifestação em 15/10/2014 e, recentemente, foi condenado a prisão, junto com 23 de seus camaradas [N.T.: Na verdade, Igor é um dos 23; então, o correto seria “junto com 22]. Os líderes surgem na luta de classes, e o camarada Igor Mendes é um deles. Ao honrá-lo, também honramos aos 23 que foram presos junto a ele. Igor é um comunista e um revolucionário, um verdadeiro filho de nossa classe.

Em suas próprias palavras, ele expressa o seguinte:

“Respondo por apenas um ‘delito’: associação criminosa, artigo 288 do Código Penal. A lei draconiana que foi reescrita e aprovada em 2013, é usada cada vez mais para perseguir movimentos populares, especialmente aqueles que não se prestam a ser simples transmissores de projetos de conciliação entre classes”.

Os maoistas no Brasil têm sido implacáveis na luta de classe, oriundos da rica experiência da Guerrilha do Araguaia, uma luta armada travada nas décadas de 60 e 70. Devido a severa pobreza e as condições na qual a polícia, o exército e os proprietários matam a quem querem, a repressão estatal e o terror branco são agudos.

A FIFA destruiu as casas dos trabalhadores pobres e expulsou violentamente as massas de sua própria cidade para abrir espaço para turistas. O Estado reacionário trata a juventude das favelas como pragas subumanas. Nossa cidade, Austin, está familiarizada com a forma como os ricos e os turistas invadem nossa cidade e nos empurram, enquanto chamam nossa gente “cucarachas”. O aburguesamento tem devastado as antigas comunidades negras e chicanas da classe operária em Austin, apresentando a todos os forasteiros que nossa comunidade está à venda. Graças a esta venda voraz de nossa cidade, Austin tem atraído os que vivem aqui, inclusive a seus próprios estafadores desportivos burgueses que estão fazendo transações para trazer uma equipe de Major League Soccer aqui. Estão manipulando nossa comunidade para entregar terrenos públicos e construir um estádio de futebol para a versão amadora de futebol que pratica o USA.

2– A polícia ataca os manifestantes anti-FIFA no Brasil

No Brasil, enquanto a juventude indignada se reuniu em massa para protestar contra a Copa do Mundo, os agentes estatais do governo Dilma, parte da chamada “maré rosa” da esquerda, responderam com violência reacionária e terror branco para encarcerar os jovens. Este falso “socialismo do século XXI” mostra constantemente sua cara reacionária. Não são diferentes os reformistas nem os revisionistas de nosso país que servem constantemente a burguesia. Quando estão em crise, a burguesia e todos os falsos socialistas se opõem a ditadura do proletariado; se não os golpeia, não cairão.

Os 23 ativistas presos foram condenado a cumprir entre 5 e 13 anos de prisão sem liberdade condicional, apenas por assistir as manifestações contra a FIFA. Depois de ser preso, o camarada Igor foi inquebrantável. Com espírito revolucionário disse:

“Sairei daqui mais convencido de que o Brasil precisa de uma grande revolução!”

Enquanto esteve preso, escreveu um livro intitulado “A Pequena Prisão”. O título faz referência a maneira na qual a sociedade capitalista sob crises se assemelha cada vez mais às grandes prisões, com uma “pequena prisão” ainda mais aguda na qual as massas e seus líderes revolucionários sofrem. Seu livro detalha os abusos em prisão e se centra na luta das massas que tem sido presas. Em um ato de solidariedade revolucionária, o camarada Igor dedicou seu primeiro livro à Liga dos Camponeses Pobres (LCP). A LCP é uma organização revolucionária de massas que trabalha no campo brasileiro para organizar aos camponeses pobres do país na luta pela revolução de Nova Democracia e pelo socialismo.

3– A Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em manifestação em defesa do Presidente Gonzalo do Partido Comunista do Peru.

O Brasil tem uma longa história de internacionalismo proletário e é um dos movimentos mais desenvolvidos e avançados da América dirigido por maoistas. Sua luta é a nossa luta, já que estamos lutando em diferentes frentes da mesma guerra por nossa classe proletária internacional.

Igor nunca se colocou como vítima, mas como revolucionário, é um verdadeiro filho de nossa classe. A revolução produz líderes e heróis e Igor merece ambos os títulos. Todos os prisioneiros enfrentam condições horríveis que geram uma espécie de miasma; para elevar-se acima desta miséria, o revolucionário deve ter uma fé inquebrantável nas massas e na revolução. Para manter sua moral alta, Igor escrevia consignas maoistas nas paredes, como “Ousar lutar, ousar vencer” e desenhava foices e martelos como recordação de seu compromisso revolucionário e como uma declaração de desafio às autoridades da prisão.

O movimento maoista estadunidense está familiarizado com a repressão estatal e o ataque contra os revolucionários, temos visto um apoio incrível para nosso camarada Dallas, quem emulou nosso movimento a continuar a lutar e negou-se a capitular nas masmorras do Estado. De Austin até o Brasil, estamos na mesma luta. Todos devemos mostrar nossa gratidão pelo apoio internacional que recebeu o camarada Dallas ao honrar e apoiar ao camarada Igor.

4– O camarada Igor pronunciando um discurso ao lado dos 23 camaradas condenados

Sendo um preso político, Igor nunca buscou tratamento especial e é um com as massas encarceradas, que segue servindo ao povo que vive e luta. Temos visto esta mesma decição entre os melhores revolucionários de nosso movimento e a reconhecemos como um verdadeiro sinal do espírito indomável de nossa classe.

Convidamos todos os ativistas e coletivos de nosso movimento a realizar ações de solidariedade e a educar o proletariado estadunidense a respeito da luta de seus 23 irmãos e irmãs perseguidos pelo Estado brasileiro. É repugnante que quando os estadunidenses pensam no Brasil, pensam em praias de areia branca e água azul e clara, esquecendo a difícil situação do povo. As massas do Brasil um dia se levantarão com um maremoto e recuperarão estas praias e cada favela vai desfraldar a bandeira vermelha enquanto a foice e o martelo triunfarão entre as encostas das montanhas. O Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha) iniciará a Guerra Popular e mudará para sempre a imagem da América do Sul enquanto marcha ombro a ombro com outros Partidos até a revolução proletária mundial e o Comunismo! Quando pensamos no Brasil, pensemos nestes camaradas. Nós pensamos principalmente no companheiro Igor Mendes e criaremos problemas em toda a nação imperialista do USA, em seu nome!

Igor Mendes, presente na luta!

Liberdade para Igor Mendes e seus 23 camaradas!

Viva a juventude revolucionária do proletariado internacional!

Longa vida a solidariedade internacional!

Guardas Vermelhos – Austin, 28/07/2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s