Viva o 36º aniversário de nossa vitoriosa e invencível Guerra Popular! (Movimento Popular Peru – Comitê de Reorganização)

84374f558c52448ba52d445122523ed9Nota do blog: Completamos este especial dia de celebração pelos 36 anos de Guerra Popular no Peru com a declaração do Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) com análise internacional e nacional, publicada na presente data. A Guerra Popular ora passa por dificuldades devido a problemas de direção surgidos com a captura, isolamento e consequentes maquinações da reação, com CIA à cabeça, envolvendo sua Chefatura, o Presidente Gonzalo, em falsos episódios de capitulação, maquinações que agiram para dividir o Partido, semear confusão e alimentar, e continua a alimentar, LODs para atacar o PCP, a Guerra Popular e o Presidente Gonzalo. Celebrar este dia, como e da forma que o fizemos, foi nossa singela, porém entusiasmada homenagem e apoio ao PCP e ao Presidente Gonzalo.

A seguinte declaração é valiosa, tanto com relação à análise do Peru, mas inclusive à análise internacional, onde deslinda, de uma forma mais integral do que outras declarações maoistas, o problema do Médio Oriente, o problema da Síria, do Curdistão, o problema da Turquia e das guerras populares em curso. Só lamentamos, no entanto, que nossa tradução, tão vulgar, não esteja ao mesmo nível que o conteúdo científico da declaração.

Viva o PCP!

Viva a Guerra Popular no Peru!

Viva o Presidente Gonzalo!

Morte ao imperialismo! Viva a Guerra Popular!

Viva o Maoismo! Morte ao revisionismo!

Continuar lendo “Viva o 36º aniversário de nossa vitoriosa e invencível Guerra Popular! (Movimento Popular Peru – Comitê de Reorganização)”

1 de Maio – Declaração conjunta dos partidos e organizações marxistas-leninistas-maoistas (2016)

Nota do blog: Repercutimos aqui a Declaração Conjunta por ocasião do 1º de Maio, assinada por 29 partidos e organizações marxistas-leninistas-maoistas de todo o mundo, analisando a situação internacional e particular de alguns países, o andamento das guerras populares (particularmente na Índia) e fazendo um grandioso chamamento a arvorar e aplicar o marxismo-leninismo-maoismo, principalmente maoismo, como mando e guia da Revolução Proletária Mundial; o faz, sobretudo, relembrando o exemplo do Partido Comunista da China sob direção do Presidente Mao Tsetung que, em 1966, deu início ao maior e mais pujante movimento de massas da história humana, a Grande Revolução Cultural Proletária que completa neste ano seu 50º aniversário, e que sepultou, batalha após batalha, as diferentes formas de revisionismo que ousou pôr-se em seu caminho, combatendo a ideologia, a política e a cultura burguesas. Tal como na ocasião da GRCP com os comunistas chineses, os comunistas de todo o mundo devem enterrar toda ideologia não-proletária no seio do movimento comunista e ousar hastear a bandeira vermelha do marxismo-leninismo-maoismo, avançando, pela vitória da Revolução Proletária Mundial.

Chinese Communist Poster with Karl Marx, Vladimir Lenin and Mao Zedong
Marx, Lenin e Presidente Mao.

Continuar lendo “1 de Maio – Declaração conjunta dos partidos e organizações marxistas-leninistas-maoistas (2016)”