Somos os críticos do velho mundo (China, 1966)

Nota do blog: Servindo para que os leitores se familiarizem e avancem no estudo e na compreensão da importância da Grande Revolução Cultural Proletária em todos seus aspectos, tanto à luta do proletariado e massas populares chinesas quanto seu aporte universal como continuação indispensável e necessária da revolução sob ditadura do proletariado, dado o fato que neste ano se completa o 50º aniversário de tamanha façanha; estaremos a publicar, com certa regularidade, textos de fundo produzidos na época da GRCP pelas massas ou pelos organismos do Partido, revistas e jornais revolucionários e ademais. Levantemos alto a bandeira vermelha do marxismo-leninismo-maoismo, principalmente maoismo, e lancemos longe a consigna de ‘Celebrar os 50 anos da Grande Revolução Cultural Proletária!’

Iniciamos então tal jornada com a publicação do texto a seguir, produzido em Editorial pela revista Renmin Ribao logo ao explodir do movimento e chamando as massas, estudantes, camponeses, operários, enfim, para a destruição da ideologia burguesa, do velho mundo, através da GRCP.

Tradução ao português deve-se ao núcleo de colaboração do Servir ao Povo de Todo Coração; digitalizado por Arquivo Revolucionário Comunista (Chile), novembro 2007. Fonte: China, Revista Ilustrada, nº 10, 1966.

160505151820-china-cultural-revolution-1-exlarge-169
Milhões de chineses, formando uma poderosa massa revolucionária, criticou a ideologia burguesa, o revisionismo e os agentes da burguesia em postos de autoridade, exercendo seu Poder e impedindo a restauração capitalista.

Continuar lendo “Somos os críticos do velho mundo (China, 1966)”

Viva o 36º aniversário de nossa vitoriosa e invencível Guerra Popular! (Movimento Popular Peru – Comitê de Reorganização)

84374f558c52448ba52d445122523ed9Nota do blog: Completamos este especial dia de celebração pelos 36 anos de Guerra Popular no Peru com a declaração do Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) com análise internacional e nacional, publicada na presente data. A Guerra Popular ora passa por dificuldades devido a problemas de direção surgidos com a captura, isolamento e consequentes maquinações da reação, com CIA à cabeça, envolvendo sua Chefatura, o Presidente Gonzalo, em falsos episódios de capitulação, maquinações que agiram para dividir o Partido, semear confusão e alimentar, e continua a alimentar, LODs para atacar o PCP, a Guerra Popular e o Presidente Gonzalo. Celebrar este dia, como e da forma que o fizemos, foi nossa singela, porém entusiasmada homenagem e apoio ao PCP e ao Presidente Gonzalo.

A seguinte declaração é valiosa, tanto com relação à análise do Peru, mas inclusive à análise internacional, onde deslinda, de uma forma mais integral do que outras declarações maoistas, o problema do Médio Oriente, o problema da Síria, do Curdistão, o problema da Turquia e das guerras populares em curso. Só lamentamos, no entanto, que nossa tradução, tão vulgar, não esteja ao mesmo nível que o conteúdo científico da declaração.

Viva o PCP!

Viva a Guerra Popular no Peru!

Viva o Presidente Gonzalo!

Morte ao imperialismo! Viva a Guerra Popular!

Viva o Maoismo! Morte ao revisionismo!

Continuar lendo “Viva o 36º aniversário de nossa vitoriosa e invencível Guerra Popular! (Movimento Popular Peru – Comitê de Reorganização)”

Haiti: A Revolução é a única saída (Movimento Revolucionário Internacionalista)

Nota do blog: A seguinte publicação compila trechos de documentos elaborados por revolucionários maoistas e simpatizantes do Movimento Revolucionário Internacionalista (MRI) no Haiti, publicado na revista dirigida pelo MRI “Um Mundo a Ganhar”, de 1988. Traduzido pelo companheiro Alessandro Santos.

haitiprotest
Manifestação democrática contra a ocupação das forças da ONU no país.

Atualmente, o Haiti é palco de uma ocupação genocida pelas forças da ONU, ocupação ditada pelo imperialismo ianque e coordenada pelas forças armadas brasileiras que treinam seus soldados no espírito da brutalidade genocida com nossos irmãos haitianos para depois trazê-los de volta e praticar todo o terror aqui também.
Os documentos a seguir são, portanto, cada vez mais atuais.

Continuar lendo “Haiti: A Revolução é a única saída (Movimento Revolucionário Internacionalista)”

A situação nacional, o Imperialismo e a luta pela verdadeira independência nacional no Brasil

Nota do blog: O seguinte texto é um compilado de estatísticas econômicas, a maioria referente às décadas passadas, que expressam o cenário dependente e frágil da economia brasileira, submetida aos interesses do imperialismo, sobretudo norte-americano. Retirado do site do Movimento Bandeira Vermelha. 

Continuar lendo “A situação nacional, o Imperialismo e a luta pela verdadeira independência nacional no Brasil”