Sobre a atual situação na Venezuela – Parte IV

Nota do blog: Publicamos a continuação da série de análises sobre a situação da Venezuela, feita pelos camaradas da Associação de Nova Democracia – Nuevo Peru (Hamburgo – Alemanha).

Leia também as Partes I, II, III – e suas subseções. E agora passemos para a Parte IV.

PARTE IV

Uma leitura crítica do artigo “Venezuela: a crise econômica de 2016”, de Manuel Sutherland.

Hoje continuamos abordando a situação da Venezuela, a partir de uma leitura crítica do artigo “Venezuela: a crise econômica de 2016”, de Manuel Sutherland, pesquisador do Centro de Pesquisa e Formação Operária (CIFO, em espanhol) e professor que sofreu represália da Universidade Bolivariana da Venezuela, publicado em sinpermiso.net de 31/08/2016. Nesta parte, vamos abordar brevemente o caráter semifeudal do país, mas antes, necessitamos pontuar algo sobre os planos aplicados pelo governo e seus resultados ou consequências, dentre as quais está a escassez de alimentos, sintoma evidente do caráter semifeudal do país.

Referente ao que sustenta Sutherland sobre o Estado burguês como simples forma ou expressão local da acumulação de capital a nível mundial deve-se pontuar que, essa posição dualista quanto ao Estado e base econômica ignora o próprio desenvolvimento do capitalismo de livre concorrência para o capitalismo monopolista ou imperialismo, que ao chegar a um determinado momento de desenvolvimento produz a fusão do imenso poder do Estado com o dos monopólios engendrados pelo capital financeiro, dando lugar ao capitalismo monopolista de Estado nos países imperialistas. E nos países oprimidos de capitalismo burocrático, também ao chegar um momento de seu desenvolvimento funde-se o capital bancário, comprador e feudal com o Poder de Estado dando lugar ao capitalismo monopolista de Estado. Isto é o que através das citações da entrega anterior [Parte III Seção IV] ficou demonstrado.

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte IV”

Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção V

Nota do blog: Avançamos hoje na publicação de mais um segmento da importante análise dos camaradas da Associação de Nova Democracia (Nuevo Peru) – Hamburgo sobre a Venezuela.

Seção V

UMA LEITURA CRÍTICA DO ARTIGO “VENEZUELA: A CRISE ECONÔMICA DE 2016, DE MANUEL SUTHERLAND.

Hoje, continuamos abordando a situação da Venezuela, com a continuação da terceira parte, a partir de uma leitura crítica do artigo “Venezuela: a crise econômica de 2016, de Manuel Sutherland”, publicada em sinpermiso.net de 31/08/2016. Manuel é pesquisador do Centro de Pesquisa e Formação Operária (CIFO, em espanhol) e professor que sofreu represália da Universidade Bolivariana da Venezuela.

Outra fonte em seu relatório que apresentamos brevemente, Observatório da Economia da Venezuela, eumed.net, de 2006, Faculdade de Direto da Universidade de Málaga, Espanha, assinala que o caminho que o governo atual segue é o mesmo dos anteriores com outro discurso, e os resultados serão em ultima análise os mesmos, a limitação deste relatório é que ele vê o fenômeno porém não busca entrar nas relações internas do processo econômico do país, ou seja, procede como todo economista vulgar.

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção V”

Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção IV

Nota do Blog: Publicamos mais uma parte da análise dos companheiros da Associação de Nova Democracia – Hamburgo (Nuevo Peru) a respeito da Venezuela.

SEÇÃO IV

UMA LEITURA CRÍTICA DO ARTIGO “VENEZUELA: A CRISE ECONÔMICA DE 2016, DE MANUEL SUTHERLAND”

Prosseguimos com a análise.

Vemos que o emprego na indústria reflete esta pobreza de desenvolvimento: “Como se pode observar, segundo os dados publicados pelo INE (Instituto Nacional de Estatística. NT) em 2004, a Indústria de Processamento e Produção de Alimentos e Bebidas está muito acima das demais indústrias no que diz respeito ao pessoal empregado, representando mais de 30% do total, um pouco mais de cem mil empregados 7. Seguida das Indústrias de Substâncias e Produtos Químicos com quase 10%, do setor de Fabricação de Metais Comuns e Produtos de Metal (excetuando as Maquinarias e Equipamentos) que têm uns 15,7% entre ambos. A Fabricação de Produtos de Borracha e a Fabricação de Produtos Minerais Não-Metálicos mantêm 6,48% e 6,02% do pessoal empregado, respectivamente”.

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção IV”

Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção III

Nota do blog: Seguimos com a publicação da importante análise dos camaradas da Associação de Nova Democracia – Hamburgo.

Seção III

Sobre a situação da Venezuela: Uma leitura crítica do artigo “Venezuela: A crise econômica de 2016, de Manuel Sutherland”

Continuamos abordando a situação da Venezuela a partir de uma leitura crítica do artigo“Venezuela: a crise econômica de 2016, de Manuel Sutherland”, publicado em sinpermisso, em 31/08/2016. Manuel é pesquisador do Centro de Pesquisa e Formação Operária (CIFO, em espanhol) e professor que sofreu represália da Universidade Bolivariana da Venezuela.

 Aprofundamento do capitalismo burocrático e maior ruína da economia do país (queda continuada da produção e da produtividade)

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção III”

Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção II

Nota do blog:  Continuamos hoje com a publicação da “Leitura Crítica do Artigo ‘Venezuela: a crise econômica de 2016’, de Manuel Sutherland”, parte da importante análise feita pelos camaradas da Associação de Nova Democracia – Hamburgo.


Seção II

Uma leitura crítica do artigo “Venezuela: a crise econômica de 2016”, de Manuel Sutherland.

Antes de seguir com o artigo e nossa crítica, é necessário anotar que, como foi demonstrado pelo marxismo, a acumulação do capital é uma importante categoria econômica que expressa como se desenvolvem as forças produtivas da sociedade sob as relações econômicas capitalistas de produção, sob o sistema de produção capitalista, e seus limites que levam necessariamente a sua caducidade. É importante reiterar, para deixar bem claro, que a acumulação capitalista não expressa uma relação entre o homem e as coisas, mas um relação entre homens, uma relação social de produção, porque aí está precisamente a armadilha para tirar seu caráter de classe e velar as contradições, para negar a existência da situação revolucionaria em desenvolvimento desigual.

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção II”

Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção I

Nota do blog:  Prosseguindo com as análises a respeito da situação na Venezuela, divulgamos importantes aportes dos companheiros da AND – Hamburgo (Nuevo Peru). Este artigo se caracteriza por subdivisões que publicaremos no decorrer das próximas semanas e que, para melhor compreensão, nomearemos aqui de “Seção”.

 Seção I

Uma leitura crítica do artigo “Venezuela: a crise econômica de 2016”, de Manuel Sutherland.

Continuamos abordando hoje, a situação da Venezuela a partir de uma leitura crítica do artigo “Venezuela: a crise econômica de 2016”, de Manuel Sutherland, pesquisador do Centro de Pesquisa e Formação Operária (CIFO) e professor alvo de represália da Universidade Bolivariana da Venezuela, publicada em sinpermiso.info em 31/08/2016.

Utilizamos esta forma para rebater os argumentos contrários a respeito e expor os nossos sobre a atual situação na Venezuela, isto desde o ponto de vista da posição e da concepção do marxismo-leninismo-maoismo, pensamento Gonzalo, para servir ao desenvolvimento do caminho do povo nesse país. E como tem que ser, não só analisamos criticamente mas também tomamos conclusões (síntese).

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte III Seção I”

Sobre a atual situação na Venezuela – Parte II

Nota do Blog: Publicamos a seguir a continuação da série de análises sobre a situação da Venezuela propalada pelos companheiros da “Associação de Nova Democracia – Nuevo Peru” (Hamburgo – Alemanha).

 

SOBRE A CRISE POLÍTICA NA VENEZUELA

 

Continuar lendo “Sobre a atual situação na Venezuela – Parte II”

Sobre a situação atual na Venezuela Parte I: Yankees Go Home! (Associação de Nova Democracia – Hamburgo, Alemanha)

Nota do blog: Publicamos a seguir nota importante e introdutória de uma série de análises dos camaradas peruanos da Associação de Nova Democracia Nuevo Peru (Hamburgo, Alemanha) sobre a situação na Venezuela. A seguir publicaremos também a matéria produzida pelo jornal democrático e popular A Nova Democracia sobre o assunto.


Hoje, com a publicação da tradução do artigo aparecido recentemente no website DemVolkeDienem, intitulado “AufstockungundBewaffnung der staatlichenBürgerwehr in Venezuela” (Aumentar e Armar as Defesas Nacionais do Governo da Venezuela), damos inicio a uma série de artigos sobre o desenvolvimento da situação nesse país, assinalando claramente nossa posição contra a intervenção imperialista nesse país, principalmente dos ianques – que é o imperialismo principal que domina neste país como no resto da América Latina – e das potências imperialistas Rússia e China e outras que, em conluio e pugna, tomam esse país como arena de disputa entre si. Denunciamos que o atual governo da Venezuela, tanto com Chávez como agora com Maduro, abriu cada vez mais o país à penetração econômica do imperialismo. – não só do imperialismo ianque, que é o principal que domina ali, mas dos imperialistas russos, chineses, espanhóis, franceses etc. Dessa forma, aprofundou a condição semicolonial: ao redor de 97% dos ingressos por exportações do país provêm do petróleo. A produção do petróleo depende da inversão imperialista. As finanças do país dependem do endividamento do país, por meio dos bônus que vão às mãos imperialistas. Agora, com problemas de produção e de preço no petróleo, as reservas internacionais do país têm que dedicar-se, em grande medida, ao pagamento dos vencimentos destes bônus, muitos dos quais estão em nome do PDVSA, tal como lemos nas notícias sobre as dificuldades em abril e em outubro, são milhões de dólares em vencimento.

Continuar lendo “Sobre a situação atual na Venezuela Parte I: Yankees Go Home! (Associação de Nova Democracia – Hamburgo, Alemanha)”